Outros Santos e beatos

A A

Calendário de Santos

d s t q q s s
 
 
 
 
 
 
1
 
2
 
3
 
4
 
5
 
6
 
7
 
8
 
9
 
10
 
11
 
12
 
13
 
14
 
15
 
16
 
17
 
18
 
19
 
20
 
21
 
22
 
23
 
24
 
25
 
26
 
27
 
28
 
29
 
30
 
 
 
 
 
 
 
Outros santos e beatos
20 de Novembro

Santo Agápio — martirizado em Cesaréia da Palestina, em 306.

Beato Ambrósio Traversari (1376-1439) — nasceu em Florença; humanista culto e escritor de múltiplos interesses, em 1400 ingressou no convento florentino dos camaldulenses e depois de 31 anos tornou-se abade-geral.

Santos Ampélio e Caio — martirizados em Messina, em 302.

Santo Autbodo (†690) — missionário irlandês na França.

Santos Basso, Dionísio, Agapito e companheiros — 43 mártires da Trácia.

São Benigno (†477) — bispo de Milão.

São Bernardo de Hildesheim (†1022) — bispo beneditino de múltiplos talentos; foi de fato um renomado arquiteto, escultor e pintor.

São Dácio (†303) — soldado romano martirizado na Ásia Menor, em 303.

Santo Edmundo Rich (1180-1242) — professor de filosofia em Oxford, depois arcebispo de Cantuária; austero e zeloso pastor, sofreu perseguição do rei Henrique III; hostilizado pelo próprio legado papal, retirou-se para a abadia cisterciense de Pontigny.

Santo Eudes (†760) — abade beneditino de Corméry-en-Velay, na França.

Santo Euquério (†743) — bispo de Orléans, exilado por Carlos Martelo, retirou-se para perto de Maastricht.

Santos Eustácio, Tespécio e Anatólio — martirizados em Nicéia, em 235.

São Félix de Valois (1127-1212) — eremita francês.

São Francisco Xavier Can (1803-1837) — catequista vietnamita, mártir canonizado em 1988.

São Gregório (século IX) — chamado “o Decápolis”, em razão do lugar do nascimento; combateu os iconoclastas, suportando duras perseguições.

São Leão (†1000) — abade beneditino de Nonantola.

Beata Maria Fortunata Viti (†1922) — monja beneditina beatificada em 1967.

Santa Maxência — monja irlandesa venerada em Beauvais, na França.

Santos Narsetes e companheiros — persas martirizados em 343.

Santos Otávio, Solutor e Aventor — martirizados no século IV, em Turim, a cidade que guarda suas relíquias e que os honra como santos padroeiros. Segundo uma Paixão do século V, decalcada na de São Maurício e companheiros, os três mártires eram “soldados da legião tebana, os quais, sob o imperador Maximiano, combatendo valorosamente, foram coroados pelo martírio”. Sempre segundo a Paixão, os três santos tinham conseguido fugir do massacre de Agaunum. Sua fuga terminou em Turim. Solutor, o mais jovem, foi agarrado por último; decapitado junto à margem da Dora Baltea, foi jogado em uma represa, que secou, permitindo a uma piedosa matrona dar digna sepultura ao corpo do mártir, junto com os dois companheiros. O pequeno oratório construído sobre seu túmulo foi ampliado em basílica pelo bispo Vítor, mais tarde incorporada ao mosteiro dedicado a são Solutor. Demolido em 1536 pelos franceses, suas relíquias foram transferidas para a Igreja da Consolação para terem, 39 anos depois, uma estável morada na Igreja dos Mártires.

São Silvestre (†525) — bispo de Châlon-sur-Saône.

São Simplício (†335) — bispo de Verona.

Santo Uval (Eval) — bispo na Cornualha, no século VI.

*Fonte: Pia Sociedade Filhas de São Paulo Paulinas http://www.paulinas.org.br