História

A A

Na Arquidiocese de São Paulo, a Região Episcopal Lapa passou por várias modificações, sendo a principal delas o seu desmembramento da Região Oeste 1, que incluía, até 1975, inclusive o que é hoje a Diocese de Osasco, entregue aos cuidados do bispo auxiliar Dom José Thurler. Naquele ano, o então arcebispo de São Paulo, Cardeal Paulo Evaristo Arns, que assumira a Arquidiocese em 1º de novembro de 1970, começou a descentralizar, devido à amplidão territorial e a concentração populacional, o governo da Igreja de São Paulo, aglutinando as paróquias dentro de regiões geograficamente demarcadas.Após o desmembramento, o primeiro bispo foi Dom Benedito de Ulhôa Vieira.

Dom Benedito de Uhôa Vieira
Dom Benedito de Uhôa Vieira


Ele assumiu a recém criada Região Episcopal Lapa, como bispo auxiliar da Arquidiocese de São Paulo, no dia 24 de fevereiro de 1975. Nos quatro anos em que esteve à frente da Região, ele procurou organizá-la, centralizando seu trabalho no entrosamento das paróquias, respeitando, porém, a realidade de cada uma. Dom Benedito permaneceu na Lapa até 1979, quando foi substituído por dom Alfredo Ernest Novak.

Dom Alfredo Ernest Novak
Dom Alfredo Ernest Novak

A comunicação foi a marca de dom Alfredo Novak, que criou até um informativo regional, o “Relato” – Região Episcopal Lapa: Tópicos e Opiniões. Por muito tempo, o “Relato” foi o único informativo a divulgar notícias das paróquias, posses de párocos, administradores e vigários paroquiais, além de notícias de interesse geral dos lapeanos.Dom Alfredo Novak permaneceu na Lapa até 1989. Neste período, a Região Episcopal Lapa foi redimensionada, com a separação das paróquias localizadas no setor norte e nordeste, que passaram a integrar a nova Região Episcopal Brasilândia.

Dom Alfredo José Penteado
Dom Alfredo José Penteado

À frente da Lapa ficou dom Fernando José Penteado, que assumiu no dia 15 de dezembro de 1989. Ele chegou com o firme propósito de implementar na Região as diretrizes do Plano de Pastoral da Arquidiocese, cujo eixo era “A missão na cidade”. E o resultado prático desse trabalho foi tão expressivo a ponto de servir de base para outras Regiões com um lema especial: “Comunidade missionária, compromisso de todos”.

Com a transferência de dom Fernando para a Diocese de Jacarezinho (SP), foi nomeado como Vigário Episcopal, interinamente, Padre Tarcísio Justino Loro, até a chegada do novo bispo, Dom Benedito Beni dos Santos, que assumiu a região no dia 9 de março de 2002. Também ele deu ênfase às visitas missionárias. Mas, sua marca registrada foi o impulso às pastorais, especialmente da Família, da Juventude, Vocacional e da Saúde. A Pastoral da saúde, na gestão de Dom Beni, chegou também aos hospitais, onde há sempre um agente de pastoral desenvolvendo o trabalho com os doentes.

Dom Benedito Beni dos Santos
Dom Benedito Beni dos Santos

Dom Beni permaneceu na Lapa até 26 de abril de 2006, quando foi nomeado para a Diocese de Lorena (SP). Até a chegada de um novo bispo auxiliar, interinamente assumiu como Vigário Episcopal Dom Manuel Parrado Carral.

Dom Benedito Beni dos Santos
Dom Manuel Parrado Carral

Quando foi nomeado vigário episcopal para Lapa, Dom João Mamede Filho, da Ordem dos Frades Menores Conventuais,  no dia 15 de julho de 2006, procurou  revitalizar esta porção da Arquidiocese de São Paulo.

Dom Benedito Beni dos Santos
Dom João Memede Filho

Em 24 de novembro de 2010, Dom João Mamede foi transferido para a Diocese de Umuarama (PR). Dom Tarcísio Scaramussa, responsável pela Região Sé, assumiria também o encargo pastoral da Região Episcopal Lapa de maneira interina.

Dom Benedito Beni dos Santos
Dom Tarcísio Scaramussa

Em 4 de maio de 2011, o Papa Bento XVI nomeou o Pe. Julio Endi Akamine, da Sociedade do Apostolado Católico (Palotinos), Bispo Auxiliar de São Paulo e vigário episcopal para a Região Lapa. Sua ordenação ocorreu em 9 de julho de 2011, na Catedral da Sé, em São Paulo, e a posse na região, se deu no dia seguinte, em celebração ocorrida na Paróquia Nossa Senhora da Lapa.


Dom Julio Endi Akamine

A Região Episcopal Lapa compõe-se de 35 Paróquias, divididas em cinco setores: Butantã , Lapa, Leopoldina, Pirituba e Rio Pequeno. No Setor Butantã estão localizadas 6 paróquias: Nossa Senhora dos Pobres, Sagrado Coração de Jesus, Santa Maria Goretti, Santo Alberto Magno, São Francisco de Assis e São José - Jaguaré. Já o Setor Lapa reúne 6 Paróquias: Cristo Jovem, Nossa Senhora Aparecida, Nossa Senhora da Lapa, São João Batista, São João Maria Vianney e São Pedro Apóstolo. O Setor Leopoldina possui o menor número de paróquias, com 5: Nossa Senhora de Fátima, Nossa Senhora de Lourdes, Nossa Senhora Rainha da Paz, Santo Estevão Rei e São João Bosco.
O Setor Pirituba por outro lado, possui o maior número de Paróquias, 11 no total, com a ereção canônica da Comunidade Santa Luzia, para a categoria de Paróquia, em 2014. Constituem o setor as Paróquias: Nossa Senhora da Assunção, Nossa Senhora Auxiliadora, Nossa Senhora do Líbano, Santa Domitila, Santa Luzia, Santa Mônica, Santa Terezinha, São Domingos Sávio, São João Batista e São João Gualberto, São José - Monte Alegre, . O quinto setor, Rio Pequeno, reúne no total de 7, as paróquias: Nossa Senhora da Imaculada Conceição Aparecida, Santíssima Trindade, Santo Antônio de Pádua, São José Operário, São Mateus, São Patrício e São Thomás More.
Tem como referência, a Paróquia Nossa Senhora da Lapa, localizada à Rua Nossa Senhora da Lapa, 298, fundada em 1911.

A área territorial da Região é de 80km² e a população dos distritos que a compõem, gira em torno de 577.000 habitantes (dados colhidos no site da fundação Seade) e seus limites são:
Ao Norte: Região Episcopal Brasilândia. Ao Sul: Diocese de Campo Limpo. A Oeste: Diocese de Osasco e Leste: Região Episcopal Sé.

Estão presentes na Região Lapa as seguintes congregações religiosas masculinas: Agostinianos Recoletos, Beneditinos de Valombrosa, Espiritanos, Ordem Hospitaleira de São João de Deus, Ressurrecionistas, Rogacionistas, Salesianos, Sociedade Joseleitos de Cristo e Congregação de Santa Cruz.

As congregações religiosas femininas são: Congregação das Irmãs Franciscanas da Imaculada Conceição de Maria de Bonlanden , Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus, Irmãs de Jesus Bom Pastor (Pastorinhas), Irmãs Mercedárias da Caridade, Irmãs Missionárias do Espírito Santo, Irmãs Missionárias de Jesus Crucificado, Irmãs Servas de Nossa Senhora da Anunciação, Congregação Romana de São Domingos, Irmãs Terciárias Capuchinhas da Sagrada Família, Filhas de Maria Religiosas das Escolas Pias, Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora (Salesianas), Instituto das Irmãs Franciscanas Missionárias de Maria