Governo Federal impõe a Ideologia de Gênero

Após ter sido rechaçada com amplo apoio da população brasileira do PNE e do PME da grande maioria dos municípios, é introduzida a ideologia de gênero, por resolução do MEC.
Publicado em: 22/07/2015 - 10:15
Créditos: Redação Jornal O São Paulo

Após ter sido rechaçada com amplo apoio da população brasileira do PNE e do PME da grande maioria dos municípios, é introduzida a ideologia de gênero, por resolução do MEC, na formação dos professores. Trata-se da Resolução n.2 de 1º de julho de 2015, do Conselho Nacional de Educação, que determina as diretrizes curriculares nacionais para a formação de profesores para a educação básica. 

A palavra "gênero" aparece sete vezes no documento. Ele determina que o projeto de formação dos professores dve contemplar questões de gênero e "reconhecer e valorizar" a diversidade de gênerom. O profissional formado deverá estar apto a "contribuir para a superação de exclusões" de gênero e "respeitar as diferenças" de gênero. Ainda segundo a resolução, os cursos de formação deverão garantir, nos currículos, formação na área de gênero.

A resolução foi publicada pouco tempo depois de a ideologia de gênero ter sido removida do PNE e da maior parte dos PMEs, graças a intensa pressão de pais de família peocupados com as influências dessa ideologia na formação de seus filhos.