Santa Cândida

A A

Calendário de Santos

d s t q q s s
 
 
 
 
1
 
2
 
3
 
4
 
5
 
6
 
7
 
8
 
9
 
10
 
11
 
12
 
13
 
14
 
15
 
16
 
17
 
18
 
19
 
20
 
21
 
22
 
23
 
24
 
25
 
26
 
27
 
28
 
29
 
30
 
31
 
20 de Setembro

A primeira referência sobre Santa Cândida foi encontrada no calendário da Igreja de Córdoba e em alguns documentos da antiga Galícia, ambas na Espanha. Mas foi pela tradição cristã do povo napolitano, na Itália, que se concluiu a história desta Santa.

A vida cristã de Cândida iniciou quando ela foi convertida, segundo essa tradição, pelo próprio apóstolo Pedro, de passagem por Nápoles. Naquela época, o apóstolo, com destino a Roma, atravessou Nápoles, onde a primeira pessoa que encontrou na estrada foi a pequena Cândida. Percebeu, imediatamente, que a pobre criança estava doente. Parou e perguntou-lhe se conhecia a palavra de Jesus Cristo. Diante da negativa e em seu ardor de levar a mensagem do Evangelho, Pedro falou-lhe da Boa-Nova, da fé e da religião dos cristãos; curou-a dos males que sofria e a converteu em Cristo.

Assim, Cândida foi colhida pela luz de Deus e curada do físico e da alma. Chegou em casa falando sobre o cristianismo e contando tudo o que o apóstolo Pedro lhe dissera. Muito intrigado e confuso, Aspreno, um parente que a criava, saiu para procurá-lo. Quando se encontraram, com muito zelo Pedro converteu também Aspreno, que o hospedou em sua modesta casa por alguns dias. O apóstolo acabou por catequizar os dois e, em seguida, batizou-os e ministrou-lhes a primeira eucaristia durante a celebração da santa missa. Esse local recebeu o nome de"Ara Petri", que significa Altar de Pedro. Depois, antes de partir, o apóstolo consagrou Aspreno primeiro bispo de Nápoles e pediu para a pequena Cândida continuar com a evangelização, salvando as almas para Nosso Senhor Jesus Cristo.

Aquele lugar onde fora celebrada a santa missa por são Pedro tornou-se de grande veneração por Cândida. Ela deixou seu lar com todos os confortos, preferindo passar seus dias numa gruta escura nas proximidades de "Ara Petri", onde vivia em penitência e oração, catequizando e convertendo muitos pagãos. Após alguns anos, o número de cristãos havia aumentado muito. Por isso, quando o imperador romano ordenou as perseguições contra a Igreja, os convertidos foram obrigados a fugir ou esconder-se. Então, o bispo Aspreno embarcou Cândida, junto com outros cristãos, com destino a Cartago, no norte da África, tentando mantê-los a salvo da implacável perseguição, mas não conseguiu. Foram alcançados, presos e torturados. Cândida foi levada a julgamento e condenada à morte porque se negou a renunciar à fé em Cristo.

No Martirológio Romano, encontramos registrado que a virgem e mártir cristã Cândida morreu no Anfiteatro dos martírios de Cartago, no dia 20 de setembro. Suas relíquias, encontradas nas Catacumbas de Priscila, agora estão guardadas na igreja Santa Maria dos Milagres, em Roma.

Muitos séculos mais tarde, pesquisas arqueológicas feitas na cidade de Nápoles encontraram no local "Ara Petri" um antigo cemitério de cristãos. O fato colocou ainda mais devoção sobre a figura de santa Cândida, eleita pelos fiéis como padroeira das famílias e dos doentes. Ela recebe, no dia 20 de setembro, as tradicionais homenagens litúrgicas confirmadas pela Igreja.


Mensagem de Santa Cândida-20/12/2009

“-Amados irmãos Meus, Eu, CÂNDIDA, serva do Senhor, de Maria santíssima e de São José saúdo-vos hoje e dou-vos a paz.

Durante toda a Minha vida amei muitíssimo ao Senhor! Quando O conheci graças à pregação de São Pedro, morri para Mim mesma e decidi seguir a corrente contrária da do mundo. Num instante, entreguei-Me completamente ao Senhor e procurei ser fiel à entrega que a Ele fiz, todos os dias de Minha vida. O mesmo hoje venho dizer-vos irmãos Meus:

Sede fiéis ao Senhor cada dia de vossa vida, procurando sempre e a todo o momento morrer para vós mesmos, cultivar em vós o verdadeiro amor a Deus, o amor que escolhe e coloca sempre em primeiro lugar o que é melhor para o Senhor, para a Sua Obra de salvação do que aquilo que é melhor para vós.

Sede fiéis ao Senhor, procurando cada dia seguir mais e mais pela estrada da humildade, do aniquilamento de vós mesmos, para que cada vez mais o vosso ‘eu’ corrompido, a vossa natureza rebelde e selvagem tantas vezes seja enfim domada, seja enfim pacificada, seja enfim submetida à vontade do Senhor.

O verdadeiro vencedor deste mundo, o verdadeiro vencedor do mundo não é aquele que ajunta muitas riquezas, que passa por homem sábio, que causa sensação nos outros com suas palavras e obras. Oh, não! O verdadeiro vencedor é aquele que vence-se a si mesmo, aquele que sujeita a sua vontade a do Senhor, aquele que sujeita a sua natureza ao amor do Senhor e à Sua bondade... Esse é o que venceu e esse é o que será considerado vencedor no Reino dos Céus.

Caminhai portanto cada dia no caminho do desprezo do mundo e de vós mesmos, da vossa vontade e das vossas inclinações corrompidas e assim cada dia crescereis mais, de vitória em vitória, até alcançar a vitória final, que é a vitória sobre a primeira morte, o inferno, e um dia no final do mundo, sereis os vencedores e conseguireis a maior vitória de todas: a vitória sobre a morte.

Vivereis eternamente em corpo e alma, glorificados com Deus e com a Sua Mãe para sempre e então os vossos hinos de louvor e de glória nunca mais cessarão, nunca mais sentireis cansaço, nunca mais vos aborrecereis com nada, nunca mais tereis nenhuma dor, nenhuma aflição ou uma angustia, porque as coisas do mundo, as coisas antigas já terão passado e o Senhor secará toda a lágrima e Ele mesmo será o cântico de alegria dos seus eleitos!

Grande é a recompensa, por isso também é grande a luta que se deve travar para conseguir a vitória e eu estou aqui, cheia de amor para vos ajudar a conseguirdes esta grande e imortal vitória e para fazer-vos entrar triunfantes entre os Anjos no Céu como Eu entrei.

Sede fiéis ao Senhor, caminhando cada dia mais no caminho do amor generoso, que nada nega ao Senhor, que nada reserva para si, que nada busca ou deseja fora daquilo que o Senhor mesmo vos mostra cada dia pela Sua Palavra, pelas Mensagens, pela união profunda de vossas almas com Ele na oração, pela vida de intimidade e pela união cada vez mais forte e perfeita da vossa vontade à vontade Dele. Desta forma, a vossa alma crescerá cada dia mais, como uma flor bela e perfumada e desabrochará para a maior glória do Senhor, para maior alegria do Coração da Virgem Maria e para a maior santificação deste mundo.

Sede fiéis ao Senhor, nestes tempos de apostasia em que viveis, nestes tempos da grande tribulação em que viveis, nestes tempos finais em que viveis em que vós sois chamados a sofrer muito, muito mesmo, devido à grande maldade que recobre toda a terra e devido ao grande afastamento de Deus em que a maioria dos homens caíram. Por causa deles os vossos dias são pontilhados de sofrimento, dor e cruz. Mas não, não vos esqueçais nunca Daquele que disse:

‘Eu estarei convosco, até o fim do mundo. Coragem! No mundo tereis aflições, mas Eu venci o mundo. ’

Aquele que disse isso continua vivo e sua parábola continua valendo. Ela valeu para Mim, Eu confiei nela: não fui confundida! Vós também, ao cofiardes no Senhor, embora sofrais, não sereis desamparados, pois Ele é o vosso Senhor que conduz o barco da vossa vida por águas tumultuosas. Muitas vezes pensais que Ele dorme, como dormiu na barca dos Apóstolos e muitas vezes pensais que naufragareis, mas, a uma só palavra Dele no momento certo todos os ventos se acalmarão, a agitação do mar cessará e a paz regressará à vossa vida. Por isso, amados irmãos, confiai no Senhor que é fiel àqueles que lhe são fiéis.

Sede fiéis ao Senhor, procurando cada dia mais viver no amor de Deus, no amor da Santíssima Trindade, na ‘fornalha’ dos Sacratíssimos Corações de Jesus, Maria e José, para que então, a vossa vida cheia do fogo divino, irradiando o calor deste fogo, possa aquecer outros corações que estão regelados e já se tornaram verdadeiras calotas polares*, tão frios e longes do amor de Deus estão!

Eu estou convosco para ajudar-vos a irradiar o calor do fogo do Senhor, para que muitas almas tornem-se um só no amor com Deus, com a Virgem Maria, Conosco os Santos e Anjos, de forma que o mundo todo seja abrasado e se torne a fornalha ardentíssima de amor que o Sagrado Coração tanto deseja e que a Virgem Santa tanto reza para que se tornem. Estou convosco todos os dias, quero rezar o Rosário convosco sempre. Rezai-o com amor, pois esta oração bendita, que Eu não conheci no Meu tempo, pois ela ainda não existia como vós a conheceis agora, essa oração é a oração predileta do Céu, a oração escolhida para conduzir milhões e milhões de almas para a glória celeste. Oh, sim! Quantas almas já estavam presas entre as unhas do dragão infernal e que a oração do Santo Rosário num instante libertou e conduziu pelo caminho da salvação!!! Abraçai esta oração com amor! Rezai o Rosário com todo o ardor do vosso coração e crede: se Eu pudesse voltar à terra novamente, somente para rezar um Rosário bem rezado que fosse, Eu voltaria, tamanho é o valor, o mérito e o poder desta oração! Não podeis imaginar quanto o Rosário é agradável ao Senhor, se rezado com amor, devoção e confiança perfeitos! Estou convosco, portanto, para ajudar-vos a rezá-lo bem, com o coração ou seja; renunciando a vossa vontade e conformando a vossa com a do Senhor pelo Rosário. Assim, a vossa oração produzirá frutos de santidade cem por um e vossas Ave Marias tornar-se-ão verdadeiras ‘rosas místicas’ que subirão ao Céu e que adornarão a morada que Santíssima Virgem lá vos prepara todos os dias, para que lá chegueis e sejais felizes com Ela para sempre!

Amados irmão Meus, sede fiéis ao Senhor na cruz, no sofrimento e ficai a saber que toda cruz, todo sofrimento desta terra, no Céu converter-se-ão em outros milhares e milhares de gozos que tereis em abraçar o Senhor e a Sua Mãe, em vê-Los face a face e em descansar suspirando de amor e de alegria para sempre no colo Deles, na Eterna Glória. Vede: o Céu vos escolheu, o Céu vos amou primeiro! Quando São Pedro Me disse que Jesus havia Me amado primeiro e que Ele havia dado a Sua vida por Mim antes mesmo de que Eu O conhecesse, mesmo quando ainda era inimiga Dele pelo pecado, mesmo quando ainda não era resgatada, mesmo quando ainda não O podia amar, senti-Me presa de amor e o Meu coração apegou-se ao de Jesus e de Maria, fundiu-se com o Deles no amor para sempre!

O Senhor vos amou primeiro! O Senhor se entregou à morte por vós, antes mesmo que vós pudésseis conhecê-Lo, amá-Lo ou fazer qualquer coisa para merecer o amor Dele! Que isto também prenda o vosso coração de amor, funda o vosso coração de amor com os Corações de Jesus e Maria no amor para que, vivendo assim como Eu, ardendo e consumindo-se incessantemente de amor vós possais subir ao Céu como incenso perfumado que se queima no altar do Senhor e sobe até os Olhos Dele para alegrá-Lo, glorificá-Lo e amá-Lo perfeitamente.

Estou convosco, mesmo que não Me vejais, podeis sentir-Me na oração profunda. Rezai-Me muito e Eu alcançarei muitas graças do Céu para vós.

A todos, neste momento, abençôo com todo o Meu coração e sobre vós invoco as mais copiosas graças do Menino Deus!”

Igrejas dedicadas a Santa Cândida

*Fonte: Pia Sociedade Filhas de São Paulo Paulinas http://www.paulinas.org.br