Conhecer melhor a Arquidiocese para servir ao povo com qualidade

A Arquidiocese de São Paulo promove, há três anos, o “Encontro de padres recém-ordenados e recém-chegados”, o evento aconteceu na quinta-feira, 2
Publicado em: 10/03/2017 - 14:30
Créditos: Nayá Fernandes/ Jornal O São Paulo

A Igreja Católica é universal e, portanto, há comunhão em muitos sentidos, como na liturgia, por exemplo. Mas, cada diocese tem procedimentos próprios e maneiras diferentes de organização. Assim, um padre que vem do Sul ou do Norte do Brasil para São Paulo pode ter alguma dificuldade até conseguir se adequar a determinados processos, como a administração de bens imóveis e tombamento ou mesmo a aquisição de imóveis, atividades que também fazem parte da missão de um sacerdote. Para facilitar esse entrosamento, a Arquidiocese de São Paulo promove, há três anos, o “Encontro de padres recém-ordenados e recém-chegados”. O evento aconteceu na quinta-feira, 2, no Centro Universitário Assunção (Unifai) e reuniu cerca de 50 padres, a maiores deles, membros de congregações religiosas.

O Cardeal Scherer, arcebispo de São Paulo, abriu o encontro pedindo a cada um dos participantes que se apresentasse e, logo após, contou brevemente a história da Arquidiocese, sua estrutura e principais eventos. Também comentou sobre o Ano Mariano Nacional e a carta pastoral que escreveu à Arquidiocese “Viva a mãe de Deus e nossa!”, e falou do desejo de realizar um sínodo arquidiocesano.
“São Paulo é uma Arquidiocese com muitos desafios pastorais e, se as torres das igrejas ficam perdidas entre os aranha-céus e não são mais referência para as pessoas, sejamos nós células vivas da Igreja para elas”, afirmou.


Representantes dos diferentes setores da Cúria Metropolitana, como o Padre Zacarias José de Carvalho Paiva, coordenador da Cúria, e os padres João Júlio Farias Júnior e Rodolpho Perazzolo, procuradores, participaram do encontro, bem como o advogado Leandro da Costa Machado, responsável pelo departamento jurídico. Felipe Machado, gerente de administração de pessoal, falou aos padres sobre critérios básicos para contratação de funcionários e questões ligadas a recursos humanos. Além disso, houve também outras orientações sobre contabilidade para não contadores e questões jurídicas.
À tarde, Padre Tarcísio Mesquita, coordenador do Secretariado Arquidiocesano de Pastoral, apresentou os vicariatos e organismos e, em seguida, o Padre Vittório Moregola, chanceler do Arcebispado, e o Padre Everton Fernandes Moraes, vice-chanceler do Arcebispado, apresentaram questões relativas à chancelaria.

Um dos últimos temas tratados foi sobre os aspectos canônicos do Diretório dos Sacramentos, com assessoria de Dom Sergio de Deus Borges, bispo auxiliar da Arquidiocese na Região Santana e presidente da Sociedade Brasileira de Canonistas.
Padre Fernando Clemente Santos, missionário do Sagrado Coração, nomeado recentemente administrador paroquial da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus em Sufrágio das Almas, na Região Sé, falou ao O SÃO PAULO sobre a experiência da atividade. “Para mim, participar desse encontro com os padres, que assim como eu, estão chegando à Arquidiocese de São Paulo, foi muito enriquecedor, seja pela dimensão formativa, para que estejamos falando uma mesma linguagem e trabalhando pelos mesmos objetivos, seja pela dimensão fraterna, para que na amizade, sejamos um só coração e uma só alma a serviço do povo de Deus nesta cidade”.