A Eucaristia e a Igreja

16/06/2017 - 09:30

Celebramos com fé e devoção a solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo, a Eucaristia, precioso dom que ele deixou à Igreja e que, de alguma maneira, “contém todo o bem da Igreja”.

A Eucaristia é o Sacramento de Jesus Cristo, que veio ao mundo, tornou-se homem e nasceu da Virgem Maria, anunciou o Evangelho do Reino de Deus, entregou sua vida por nós e pela humanidade, ressuscitou e está na glória de Deus Pai. Jesus Cristo continua vivo na sua Igreja e a conduz, alimenta, conforta e envia sempre de novo em missão.

Ao mesmo tempo, a Eucaristia é o Sacramento da Igreja, unida ao seu Senhor pela graça da redenção e da fé e feita testemunha e missionária do Evangelho no mundo. Por isso, saímos hoje em solenes procissões pelas ruas e praças de nossa Cidade para anunciar publicamente nossa fé, conforme convite de um antigo e precioso hino eucarístico: “Louva, Sião (=Igreja), o Salvador, teu guia, teu pastor, com hinos e cânticos!”

A Eucaristia é o Pão vivo e verdadeiro, que nos concede a vida, doado por Jesus aos apóstolos na ceia sagrada. É o banquete do novo Rei, da nova Páscoa, da nova Aliança, que Cristo nos deixou. Em sua memória, continuamos a realizar aquilo que Ele fez na última ceia. Obedientes à sua ordem, consagramos o pão e o vinho, hóstia de salvação, sinal da unidade da Igreja, que também é seu corpo místico. Não importa sermos poucos ou milhares: todos o recebem por inteiro; não o transformamos em nós, mas é Ele que nos transforma e nos une a seu corpo.

A Eucaristia é o Sacramento de Jesus Cristo, verdadeiro “pão da vida, descido do céu para dar vida ao mundo”; do Bom Pastor, que alimenta e defende suas ovelhas e as conduz aos bens eternos. Com a Igreja, hoje nós pedimos: “tu, que tudo sabes e tudo podes, que nos nutres sobre a terra, conduze os teus irmãos à mesa celeste, à alegria dos teus santos”. E a todos nós, concede amar como tu amaste (cf. “Sequência” da Solenidade de hoje).

Há poucos dias, foi promulgado o primeiro Sínodo da Arquidiocese de São Paulo. Nossa Igreja quer ouvir a voz de Deus e compreender melhor a própria vida e missão nesta Metrópole. Peçamos, nesta celebração de Corpus Christi, pelo bom êxito do Sínodo; que traga muitos frutos e nos renove na vida e na missão de testemunhas de Jesus Cristo nesta cidade imensa!

S.Paulo 16 06 2017

Cardeal Odilo Pedro Scherer

Arcebispo de São Paulo